Mike, o frango sem cabeça

Quando uma galinha é decapitada seu corpo ainda pode se movimentar involuntariamente por alguns momentos, mas não foi isso o que aconteceu com Mike, um frango que viveu nos Estados Unidos por um ano e meio sem sua cabeça. 

A história desse pobre animal parecia seguir o triste fim de todo frango criado para abate e consumo: Seria decapitado e cozido para alimentar a família do fazendeiro Lloyd Olsen, em setembro de 1945. O fazendeiro decapitou a ave, que continuava se mexendo após ter sua cabeça separada do corpo, mas para surpresa do homem, o frango, apelidado de Mike, não parava de se mover. 

Olsen resolveu suspender o jantar com aquele frango e colocou Mike de volta no galinheiro. Para sua surpresa, no dia seguinte o fazendeiro encontrou Mike dormindo ao lado da sua cabeça. Com o tempo, o galináceo reaprendeu a se movimentar sem a cabeça e emitia um som pela garganta quando tentava cacarejar. 

Deslumbrado com a cena, o fazendeiro tentou alimenta-lo utilizando um conta gotas para colocar água e comida direto pela garganta do animal. Mike viveu assim por uma semana na casa do fazendeiro, até que ele foi levado a um grupo de cientistas para ser examinado e tentar encontrar uma explicação de como um animal poderia viver sem sua cabeça. Os cientistas concluíram que o corte não acertou a veia jugular e que um coágulo impediu que o animal sangrasse até a morte. Apesar de ter a cabeça separada do corpo, seu tronco cerebral e um canal auditivo ficaram em seu corpo. 

Mike começou a ganhar fama por ser um frango vivo sem cabeça. Foi tema de grandes revistas como Time e Life. Seu dono fez diversas viagens pelos Estados Unidos apresentando Mike em shows bizarros, junto com outros animais com deformidades, como um bezerro de duas cabeças. As pessoas pagavam US$ 0,25 para ver Mike, o que rendia ao seu dono aproximadamente US$ 4.500,00 ao mês. O fazendeiro ainda fez um seguro, que avaliou Mike em US$ 10.000,00. 

Em Março de 1947, durante uma das excursões, Mike começou a engasgar com o muco que saia de sua garganta. O fazendeiro não encontrou o conta-gotas e não conseguiu salvar Mike, que morreu sufocado. Seu dono tentou negar a morte, dizendo que havia vendido a ave. Isso causou especulações que os shows de Mike teriam continuado até 1949. 

Várias tentativas de repetir com outros frangos o ocorrido com Mike foram feitas sem sucesso. O tempo máximo que as aves conseguiram viver sem cabeça foi apenas 11 horas. 

Agora, a façanha de Mike de sobreviver por um ano e meio sem cabeça é celebrada na cidade de Fruita. Hoje, Mike the Headless Chicken é uma instituição no Colorado que realiza o "Mike the Headless Chicken Day" desde 1999 no terceiro fim de semana de maio. 

Página oficial:  Apocalipse2000 
Imagens de Mike, o frango sem cabeça 
Foto de Mike e o fazendeiro Lloyd Olsen 
Foto de Mike, o frango sem cabeça 
Foto de Mike, o frango sem cabeça ao lado de uma cabeça de frango 
Foto de Mike, o frango sem cabeça em um galinheiro com outras galinhas 
Foto da alimentação de Mike, por um conta gotas 
Foto de Mike, o frango sem cabeça na revista Life

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga Me