MinasUrgente (Entrevista o Senador Magno Malta)

Entrevista o Senador Magno Malta(Minas Urgente) parte (1)

Biografia

Pastor evangélico e integrante da banda gospel Tempero do Mundo, Magno Malta teve uma carreira política meteórica. começou sua carreira em 1993 como vereador em Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo.
>>>>>>>>>>Parte (2)
Em 1994, foi eleito deputado estadual com 10.997 votos[1], pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), e em 1998 deputado federal com 54.754 votos[2], pelo mesmo partido. Durante o mandato foi presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Narcotráfico.
Em 2002, Malta foi eleito senador pelo Partido Liberal (PL), com 867.434 votos[3]. Atualmente é presidente da CPI da Pedofilia no Senado[4].
Foi filiado[5], além de PTB e PL, ao PMDB (em 1995) e ao PST em 2001. Pertence ao PR.
Em 2010 foi o segundo colocado nas eleições para o Senado e, assim, com 1.285.177 (36,76%) dos votos válidos, foi reeleito senador do Espírito Santo [6]. A outra vaga será ocupada por Ricardo Ferraço(PMDB). Na eleição, Malta derrotou também a ex-candidata a vice presidente na chapa     com José Serra em 2002, Rita Camata (PSDB) que obteve apenas 375.510 votos.

Polêmicas

Escândalo dos Sanguessugas

Em 2006, seu nome foi envolvido entre os políticos que desviaram recursos públicos destinados para compra de ambulâncias no Ministério da Saúde[7][8]. Chegou a ser indiciado pela CPI dos Sanguessugas mas seu processo foi arquivado por falta de provas em 28 de novembro daquele ano, juntamente com os dois outros senadores acusados: Ney Suassuna e Serys Slhessarenko[9].

PL 122/2006

No dia 18 de outubro de 2007, em discurso na tribuna do Senado Federal, Magno Malta se opôs à aprovação do projeto de lei 122 de 2006, da então deputada Iara Bernardi, o qual criminaliza a homofobia de forma contestada por evangélicos e outros segmentos da sociedade. Para o senador, o projeto de lei puniria pastores e padres que proibissem "homossexuais de se beijarem dentro de igrejas", porque estariam discriminando o "gesto afetivo". Ele também disse que, caso os homossexuais tivessem um "ato sexual embaixo de sua janela", todos que discriminassem seu "gesto afetivo" iriam presos[10].
Além disso, Malta temeu que, pela redação do projeto de lei 122 de 2006 necrófilos e pedófilos, digam que "sua orientação sexual é transar com crianças".

Escândalo dos atos secretos

O nome de Magno Malta também aparece entre os beneficiados dos atos secretos[11] que veio a público após uma série de denúncias sobre a não publicação de atos administrativos, tais como de nepotismo e medidas impopulares, por exemplo, a extensão da assistência odontológica e psicológica vitalícia à conjugês de ex-parlamentares, foram noticiadas na mídia, em junho de 2009. Onde o professor da Faculdade de Direito da UERJ, Gustavo Binenbojm afirmou "A não publicação é o caminho mais usado para a prática de improbidade administrativa. Evita o conhecimento da sociedade e dos órgãos de controle. Provavelmente foi este o objetivo".[12] Investigações internas do senado, motivadas pelas denúncias, apontou irregularidades em todos os contratos de prestação de mão de obra.[13]

  Referências

Doenças da Pele Sintomas e Tratamentos



Doenças da Pele
Miliária ("Brotoeja")
O que é?
A miliária se apresenta como uma erupção cutânea relacionada com as glândulas sudoríparas (que produzem o suor). Afeta principalmente as crianças, mas também pode atingir os adultos.
O quadro está relacionado com o aumento do calor e da produção do suor que, extravasando dentro da pele, antes de atingir a superfície, provoca um processo inflamatório.
Manifestações clínicas
A localização mais comum é o tronco e a região cervical. As lesões geralmente são acompanhadas por coceira. Formam-se "bolinhas avermelhadas" ou vesículas (pequeninas bolhas) sobre pele avermelhada, podendo, em alguns casos, formar lesões mais exuberantes (foto abaixo).
Devido à coceira, a pele pode apresentar sinais de escoriação e pequeninas crostas sobre as lesões, devido à ruptura das bolhas pela coçadura.
É comum a ocorrência de infecção secundária à doença, com o surgimento de pústulas (bolhas de pus) ou nódulos dolorosos.
Tratamento
Para evitar a miliária deve-se usar roupas frescas, tomar banhos frios e se proteger do calor, evitando o excesso de suor. O ar condicionado é um grande aliado no combate à doença.
Deve-se evitar o excesso de roupas nas crianças pequenas, principalmente nos recém-nascidos, hábito comum entre mães com preocupação excessiva em agasalhar seus filhos.
A miliária e as infecções secundárias que podem acompanhar a doença têm tratamento, que será determinado pelo médico dermatologista, de acordo com cada caso.

 Fonte de Pesquisa(1)
Dermatologia .Net

Doenças da Pele  
Informações sobre as doenças da pele, unhas e cabelos

A pele é o maior órgão do corpo humano e também o afetado pelo maior número de doenças. Informe-se sobre as mais frequentes, clicando nos links abaixo.



A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Acantose nigricante ou acantosis nigricans
Acne (cravos e espinhas)
Acne rosácea
Acne solar
Acrocórdon, fibroma mole
Albinismo
Alopécia androgênica (calvície, queda de cabelos)
Alopécia areata (pelada)
Angiodermite pigmentar
Angiomas
Angioqueratoma da bolsa escrotal

Balanite xerótica obliterante
Bromidrose (cecê, chulé)
Brotoeja

Cancro mole
Carcinoma basocelular
Carcinoma de células de Merkel, neuroendócrino ou trabecular
Carcinoma espinocelular
Catapora ou varicela
Ceratoacantoma
Ceratose actínica ou solar
Ceratose folicular ou pilar
Ceratose seborréica
Cisto dermóide
Cisto mixóide
Cisto mucoso ou mucocele
Cisto pilonidal
Cistos (cisto sebáceo)
Cloasma gravídico (manchas de gravidez)
Condiloma acuminado (crista de galo, verrugas genitais)
Craurose vulvar




Dermatite atópica ou eczema atópico
Dermatite de contato
Dermatite herpetiforme, dermatite de Duhring-Brocq
Dermatite seborréica (caspa, seborréia)
Dermatofibroma
Dermatofitose, tinea do corpo (impingem)
Dermatose acantolítica transitória, Doença de Grover
Dermatose papulosa nigra
Disidrose
Doença de Mucha-Habermann
Donovanose ou granuloma venéreo

Eczema de contato
Eczema de estase
Eczema numular
Eczema por irritante primário (eczema das mãos)
Eflúvio telógeno (queda de cabelos)
Epidermólise bolhosa adquirida
Erisipela
Eritema anular centrífugo
Eritema multiforme ou eritema polimorfo
Escabiose (sarna)
Esclerodermia
Esporotricose
Estrias

Farmacodermias, erupções provocadas por drogas
Fibroceratoma digital adquirido, fibroqueratoma acral
Fibroma mole, molusco pêndulo, acrocórdon
Fitofotomelanose (manchas de limão)
Fogo selvagem
Foliculite
Foliculite decalvante
Foliculite queloideana da nuca
Furúnculo e furunculose

Gonorréia ou blenorragia
Granuloma anular
Granuloma piogênico (carne esponjosa)
Grânulos de Fordyce

Hanseníase
Hemangioma infantil
Hemangiomas
Herpes, herpes simples, herpes labial
Herpes genital
Herpes gestacional, penfigóide gestacional
Herpes zoster (cobreiro)
Hidradenite ou hidrosadenite
Hidrocistoma
Hiperidrose (excesso de suor)
Hiperpigmentação pós-inflamatória
Hipomelanose macular progressiva, hipomelanose do tronco
Hordéolo ou terçol

Ictiose vulgar
Impetigo
Intertrigo (frieira)



Larva migrans (bicho geográfico)
Leishmaniose cutâneo mucosa ou tegumentar americana
Leucodermia gutata (sarda branca)
Linfogranuloma venéreo
Lipoma
Líquen aureus
Líquen escleroatrófico
Líquen estriado
Líquen nítido
Líquen plano
Lúpia
Lupus eritematoso
Lupus pérnio (sarcoidose)

Mancha vinho do porto
Melanoma maligno
Melanose solar (mancha senil)
Melasma (manchas na face)
Micose da virilha
Micose das unhas
Micoses superficiais da pele (impingem, pé de atleta, etc.)
Miíase furunculóide (berne)
Miliária (brotoeja)
Milium
Molusco contagioso

Neurofibromatose, doença de von Recklinghausen
Nevo Azul
Nevo de Ito
Nevo de Ota
Nevo displásico
Nevo halo
Nevo melanocítico ou nevo pigmentado
Nevo spilus

Onicomicose, micose das unhas

Paquioníquia congênita
Parapsoríase em placas
Pediculose da cabeça - Piolho
Pediculose pubiana - "Chato"
Pêlo encravado
Penfigóide bolhoso
Penfigóide gestacional, herpes gestacional
Pênfigos
Periporite supurativa
Pitiríase alba
Pitiríase liquenóide
Pitiríase rósea
Pitiríase rubra pilar
Pitiríase versicolor (micose de praia, pano branco)
Prurigo estrófulo (reação a picada de insetos)
Psoríase

Queimaduras
Quelóide

Rosácea

Sarcoidose
Sardas ou efélides
Sarna ou escabiose
Síndrome de Stevens-Johnson
Siringoma

Terçol ou hordéolo
Tricorrexis nodosa ou tricorrexe nodosa
Tungíase ("bicho de pé")

Úlcera venosa ou úlcera de estase (úlcera de perna)
Unha encravada
Urticária

Varicela ou catapora
Verrugas virais
Vitiligo


Xantelasma
Xeroderma pigmentoso



Zoster (zona, cobreiro)

 Fonte de Pesquisa(1)
Dermatologia .Net

Siga Me