Facebook-Isadora Faber

A menina  Isadora Faber que tem13 anos, esta fazendo uma página sozinha, para mostrar a verdade sobre as escolas públicas. no FACEBOOK
Facebook
Para mim cada pessoa tem o direito de dizer e a verdade por mais que seja dificil ,convivemos em uma sociedade que nao aceita a verdade ,que nao gosta das coisas certas ,essa menina esta sendo massacrada pela ,alias nao pela sociedade mas por pessoas que nao gostao da verdade isadora faber para mim vc e gerreira ,batalhadora pela pouca idade que vc tem,  muita corajem e  pesso a deus que te ilunine e te de bastante força para continuar seu trabalho pois dizer a verdade e cobrar da sociedade principalmente aqui no brasil e muito dificil geralmente a gente ganha umas vamos dizer lenhadas e "tapas" de algums idiotas que balançao a gente mas como se diz nos "balança mas nao cai" por que  qualquer idiota que tenta nos derrubar mas bola pra frente "minha  amiga" ,e espero que vc seja muito feliz e quem sabe seja ate uma advogada ou uma delegada de "policia"
nao desista como disse de sua pagina por mais que seja dificil  sempre  vai ter idiotas que sempre vao descordar do que falamos dos nossos pensamentos e opnioes e critcas sempre seja voçe mesma nao tenha "medo" desse tipo de gente por que te digo esse tipó de gente nao vai muito longe nao e peço a deus que te de mais coragen ,sabedoria ,e proteçao de deus em sua vida blz !!!

Opniao de Ivan Silva


Isadora Faber criou uma página no Facebook para
mostrar os problemas de sua escola em
Florianópolis (Foto: Joana Caldas/G1)
Isadora Faber está na sétima série do ensino fundamental  que fica no bairro do Santinho, em Florianópolis. Cansada de questionar os problemas estruturais e pedagógicos de seu colégio – comum à grande parte das escolas públicas brasileiras – sem receber resposta, Isadora criou, no Facebook, a página  

Diário de Classe, a verdade…*
Nela, Isadora comenta sobre a situação precária da quadra onde faz aulas de Educação Física, a zona na sala de aula durante a aula de Matemática, os bancos quebrados do refeitório e a humilhação que sofreu por falar sobre seus professores na internet. Com a ajuda de um celular, registra imagens e grava vídeos para esclarecer as questões. Os posts rendem milhares de likes e centenas de comentários de pessoas que a apoiam e compartilham histórias de outras escolas. Isso porque Diário de Classe, a verdade… bombou esta semana na internet. Até agora, mais de 150 mil perfis do Facebook curtiram a página.
O mais importante é que as denúncias de Isadora surtiram efeito. A administração da escola trocou fechaduras quebradas e retiraram fios de um ventilador que estavam dando choque. Mais do que isso: a secretária de Educação da cidade, marcou reunião com as diretoras de infraestrutura, ensino fundamental e geral para falar sobre as postagens e a situação da escola.
Segundo Isadora, Diário de Classe, a verdade… não é contra a escola em que estuda, apenas procura mostrar a realidade das escolas públicas. Sua inspiração foi o blog de uma menina inglesa que tirava fotos da merenda de sua escola e criticava a qualidade da comida.
As duas mostram, primeiro, que ir atrás de resolver seus problemas – e não esperar que o governo ou autoridades superiores o façam – pode trazer melhorias. Em segundo lugar, como a internet pode dar mais visibilidade para problemas locais e ajudar a resolvê-los. Você usa as redes sociais como forma de denúncia?
.

Siga Me