Gorila Idi Amin morre no zoológico de Belo Horizonte


                     Gorila Idi Amin morre no zoológico de Belo Horizonte



Animal de 38 anos havia ganhado duas namoradas em setembro. Veterinários ainda não sabem causa da morte. O gorila Idi Amin, de 38 anos, foi encontrado morto na Fundação Zoobotânica de Belo Horizonte nesta quarta-feira (7). O animal era submetido a um procedimento clínico, quando morreu, por volta das 11h, segundo a fundação. Veterinários fazem a autópsia para identificar a causa da morte.
Idi, como era carinhosamente conhecido no zoológico, chegou a ficar solteiro durante 27 anos, mas, em setembro de 2011, ganhou duas novas “namoradas”. As duas fêmeas que vieram da Inglaterra, chamadas Imbi e Kifta, moravam juntos com o gorila no zoológico. Idi Amin é um dos moradores mais ilustres do zoológico da capital mineira.
G1+1 Montagen
Em dezembro do ano passado, o gorila foi tratado e medicado de uma infecção no antebraço esquerdo. Parte da pele do animal infeccionou após um ferimento, segundo a Fundação Zoobotânica. 
A Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte informou em coletiva na tarde desta quarta-feira que o corpo do gorila Idi Amin, que morreu nesta manhã,(4 Dias atraz) durante um procedimento médico-veterinário, será taxidermizado (empalhado). A fundação negocia expor o gorila no Museu de Ciências Naturais da PUC-Minas, onde já estão os corpos de duas ex-companheiras dele - Dada e a Cleópatra -, que também morreram no zoológico da capita. 

Idi Amin com suas duas companheiras Imbi e Kifta no espaço reservado para eles no Zoológico (Maria Tereza Correia/EM/D.A.Press)
Idi Amin com suas duas companheiras Imbi e Kifta no espaço reservado para eles no Zoológico


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga Me